{clique na imagem para aumentar}

Vista geral do projeto Blast Effects na secção Opening da Arco Madrid 2021





Vista geral do projeto Blast Effects na secção Opening da Arco Madrid 2021



encoder decoder (I), 2021 | 20 impressões a jato de tinta sobre papel de algodão



enconder decoder (II), 2021 | 12 impressões a jato de tinta sobre papel de algodão



If you get your information here, leave it here, 2021 | 3 impressões a jato de tinta sobre papel de algodão


Blast Effects foi apresentado na Opening da Arco Madrid 2021 que teve a curadoria de Julia Morandeira Arrizabalaga e Ovul O. Durmusoglu. O projecto partiu de um convite feito por Celina Brás, directora da revista Contemporânea, para que desenvolvesse um ensaio visual que reflectisse algumas das problemáticas do trabalho de Harun Farocki. Tendo como início a consciência crítica do artista face aos sistemas de controlo e a sua frase “it’s impossible to either look or film directly into the sun”, da qual o artista se serve para estabelecer um paralelo com os produtos idealizados da cultura de massas e os diferentes modos de manipulação informativa, Blast Effects procura depois ganhar corpo próprio. As imagens que apresenta são stills de um filme de 35mm (já digitalizado) que regista ensaios de lançamentos de bombas nucleares. Estes ensaios são realizados pelo U.S. Army no deserto do Nevada, com militares no local e com inúmeras simulações em campo. Em encoder, decoder (2021) o que me interessou acima de tudo foi fazer uma montagem com dois tipos de stills existentes no filme, todos correspondendo a um branqueamento /apagamento involuntário da informação visual, o qual por sua vez se relaciona directamente com as diversas mensagens que vão sendo observadas no filme, entre elas: “Talk means trouble don’t talk”, “If you wouldn’t tell don’t tell” ou “If you get your information here leave it here”. Procurei criar uma oscilação entre a ideia de codifica e descodificar que posiciona as imagens num limbo, numa indeterminação. No decorrer desta gravação fílmica existem stills em que a imagem desaparece completamente, restando apenas manchas de cor com muito grão. A cor dos respectivos frames corresponde aos tons que a pelicula atinge quando exposta às radiações. Quis cruzar estes stills com vistas do deserto que registam as explosões das bombas, mais especificamente os clarões que fazem desaparecer a imagem do ecrã que fica praticamente branco (“é impossível filmar o sol de frente”), ou nos momentos em que o fumo da bomba se confunde com nuvens. As três imagens que dão origem à série If you get your information here leave it here (2021) representam o limite desta censura, deste projecto que decorre em segredo, e também aludem ao próprio fim que todo o processo nuclear em marcha implica. Por outro lado, houve um outro aspecto sobre o qual quis reflectir. Ao ler depoimentos de cidadãos que à distância assistiram às explosões sem saberem ao certo do que realmente se tratava, notei que havia sempre um denominador comum: todos descreviam o acontecimento como sendo algo de uma beleza imensa e inigualável. Quis ironizar com os limites do belo e com a sua perversidade. (AnaMary Bilbao)



Fotografia: Roberto Ruiz
© 2021 AnaMary Bilbao – Todos os Direitos Reservados