Pormenor de Vistas de Saturno, 2016-17



Pormenor de Vistas de Saturno, 2016-17



Pormenor de Vistas de Saturno, 2016-17



Vistas de Saturno
, 2016-17
154 fotografias
184,5 x 175,2 cm


Nos últimos anos tenho guardado fotografias analógicas e negativos que encontro nos lugares por onde vou passando. A vontade em aprofundar as ironias relativas à perda dos lugares indiciais levou-me a trabalhar directamente estas fotografias através de um processo de apagamento.

Vistas de Saturno (2016-17) é uma obra constituída por 154 fotografias, e é a primeira de uma série que desenvolvo desde 2016. Cada agrupa fotografias pertencentes a álbuns encontrados. Estar diante destas fotografias é estar diante do que se esquece. Todas têm em comum serem provenientes de casas que foram despejadas. Nesses momentos só há dois destinos, ou vão para o lixo ou são vendidas, pelas empresas contratadas para fazer o trabalho, a pequenos comerciantes por valores simbólicos, que depois fazem a sua revenda. Estes álbuns pertencem à esfera da memória individual, ao mesmo tempo que, na sua abertura de sentidos, contrariam a uniformidade da memória cultural.

As camadas que precedem a imagem analógica postas agora a descoberto encontram sentido na ideia de que a memória contém em si a impossibilidade de fixar um passado no presente – a resiliência do apagamento enfatiza a fragilidade da memória. As obras finais resultam numa mancha que descortina vestígios pontuais dos referentes, mas sem nunca permitir uma identificação clara dos momentos fotografados. Aqui o rasto insiste como mancha, ela é a marca de um tempo pretérito que induz à descoberta, a linha ténue que conecta o passado e o presente.

A opacificação resultante das imagens transfiguradas questiona o visível. Os lugares antes representados são agora de perda, mas também cosmos em transformação. Se por um lado as imagens resultantes impossibilitam a sua percepção total ao tornarem parte da informação inacessível, por outro, celebram a abertura a um novo campo aberto.

AnaMary Bilbao, Junho 2016


© 2019 AnaMary Bilbao – Todos os Direitos Reservados